28 de outubro de 2012

Pindobaçu (BA): suspeita de desvio de votos

Disponibilizamos abaixo depoimento do candidato a vereador, Sr. Antônio Caldas, do município de Pindobaçu (BA). O texto,  recebido por e-mail dia 27 de outubro de 2012, expõe as fragilidades do sistema eleitoral brasileiro e, antes de tudo, a incapacidade do cidadão comum em fiscalizar um processo em que ele mesmo fez parte.


Diante do óbvio, queixo-me ao Ministério Público Eleitoral, sobre certas situações ocorridas nas eleições 2012 para analise e providencia. Pergunto: Como pode um Presidente da (CCGA) Cooperativa Comunitária dos Garimpeiros Autônomos da Bahia; militante, extrovertido, que não bebe, não fuma, sendo vegetariano há 35 anos; que não gosta de bagunça, sendo ficha limpa; e querido pela maioria do povo; conhecido por constantes reuniões públicas com milhares de garimpeiros, reconhecido por inúmeras entrevistas nas rádios locais e adjacências; como por matérias na internete e revista a nível nacional, defensor de uma causa nobre para favorecer a milhares de pessoas pobres; sendo nomeado por escrito com assinaturas, RG e CPF por mais de 4.000 mil pessoas, se afastar temporariamente do cargo de Presidente, para em prol da causa garimpeira concorrer ao cargo de Vereador nas Eleições de 2012, vim a perder, tendo apenas 06 votos nas eleições???

Entre 68% das pessoas que entrevistei nas ruas, 57%, responderam a pergunta acima, dizendo que situações assim, só acontecem mediante sabotagem e corrupções nas eleições.

Eu; Antonio Caldas - Presidente da Cooperativa CCGA; afastei-me do cargo de Presidente temporariamente para me colocar a disposição ao cargo de vereador sob o nº 40222 pelo PSB, em Pindobaçu/Bahia. O objetivo após as eleições sendo eleito; era abrir uma CPI na Câmara dos Vereadores para acabar com a maracutaia de tomarem o garimpo dos garimpeiros, como se pode ver em uma de nossas manifestações nas duas fotos abaixo:

clip_image002[1] clip_image004

Bibliografia histórica da nobre defesa de Antonio Caldas; referente aos direitos adquiridos dos garimpeiros e quijilas, no garimpo Carnaíba em seus Pseudônimos físicos na Portaria 119/1978 do MME. Acessem na internete - Portalcampoformoso.com.br - e vejam em notícias datadas de 28/05/2012 - 19/05/2012 - 09/03/2012 - 21/09/2012 -08/06/2011 - 24/02/2011 - 07/02/2011 - 14/12/2010 - 04/11/2010 - 26/10/2010. A nível nacional, veja através da Revista Consciência Ambiental ano 2010 nº 30, pág. 78/84. Fatos arrolados no Ministério Público Federal - em Campo Formoso/BA, sob o registro 1.14.002.000002/2011-07. Antonio Caldas é escritor e Autor do livro “Sobrevivendo das Esmeraldas”.

Na verdade nunca antes me envolvi ou me interessei por política, pelo fato de ver muita mentiras e corrupções entre muitos candidatos e pessoas entre o povo. O fato é que a oposição que pretende se apossar de forma irregular dos garimpos, que pertencem a pessoa física garimpeira em Carnaíba; fatos denunciados e arrolados no Ministério Público Eleitoral sob o procedimento administrativo nº 1.14.002.000002/2011-07, sempre procura sabotar as realizações e projetos de pessoas que realmente se preocupam e se interessam pelo bem do povo, sempre procura induzir o povo a desacreditar na pessoa que realmente tenta ajudá-los. Assim, como aconteceu no jardim do Edén, quando a serpente induziu a Eva e Adão a desacreditarem em Deus (Genesis 03). Na verdade nos dias atuais, a maioria das pessoas ricas adquiriu riquezas com desonestidades; e geralmente são sempre pessoas assim que ganham nas eleições, devido a maioria estarem mais pobres, principalmente na questão garimpo Carnaíba, por causa da Cooperativa CMB com a irregular Portaria/PLG, que prejudicou o ganha pão do dia a dia do garimpeiro, depois pessoas da Cooperativa CMB, como se comenta o povo, vem e compram o voto dos coitados e necessitados garimpeiros. Eu, Antonio Caldas, me coloquei como candidato a vereador este ano pela causa garimpeira, para melhor defender o garimpo e os direito físico e individual dos garimpeiros em nossa região; para que o garimpo não saia das mãos física CPF dos garimpeiros (pelos usos e costumes em documentos registrados em cartório na região por décadas art. 113 do Código Civil), e não caia nas mãos de CNPJ de Cooperativas e empresas, conversão lesiva aos direitos físico e individual, dos garimpeiros em seus garimpos construídos com mais de 52 anos de forma física e individual com recursos próprios, sem qualquer ajuda governamental ou cooperativista. Pois o DNPM/Bahia, na gestão do ex-superintendente Teobaldo Junior, violou o item 1º do artigo 2º e item 1º do art. 18 e artigos. 26 e 43 do Código de Mineração, e violou o inciso II da concessão de lavra mediante a Portaria Ministerial 119/1978, concedendo indevidamente em forma de Portaria/PLG-Dnpm, o garimpo dos garimpeiros para o CNPJ da Cooperativa Mineral da Bahia, lesando assim os direitos físicos dos garimpeiros. Maiores detalhes podem ser vistos na Bibliografia citada acima, e no Protocolo 1284 e 3785, ambos 2012, no Ministério Público Federal.

O povo comenta que o pessoal da CMB - Cooperativa Mineral da Bahia; trabalhou muito meses antes das eleições, para que eu viesse a ter apenas 05 ou 06 votos. O objetivo de fato, era que eu não fosse eleito, para não abrir na Câmara dos Vereadores uma CPI contra as maracutaia deles, para que não se apossassem dos garimpos no CNPJ da CMB, garimpo que pertencem a pessoa física CPF dos garimpeiros. O povo comenta que houve muita compra de votos em nossa região, e muitos entre o povo nem dormiam na madrugada, devido barulhos constantes de motos e carros e pessoas andando comprando votos que seriam direcionados a mim. O povo comenta também, que pessoas da CMB, compraram votos, prendendo documentos para o cliente não votar, e só devolveram depois das eleições. São inúmeros comentários na região, que o caso merece denúncias no Ministério Público Eleitoral, como foi feita no Ministério Público Federal sob o nº 3808/2012, para que façam uma investigação entre o povo na região para comprovar os fatos.

Em minha campanha como vereador, inúmeras pessoas me ofereceram a venda de seu voto, mas eu jamais compraria votos. Algumas pessoas chegaram a comentar que se eu não comprasse votos, não iria ganhar nas eleições, pois dizem que nesta região o povo em sua maioria são clientes e não eleitores. Jamais concordaria em ganhar uma política de forma suja e delinqüente, nunca roubaria com dinheiro, o direito de outra pessoa ganhar nas eleições. Na minha concepção, pessoas que compram, ou vendem votos, são pessoas de caráter suspeito, e ainda não tiveram a oportunidade de conhecer ao Eterno e Único Deus, para terem seus gestos e atitudes transformados, não compreenderam que comprar o voto, é se aproveitar de uma situação miserável da pessoa, para roubar na compra, o direito de outro candidato ganhar de forma justa e honesta nas eleições. Geralmente pessoas que compram votos, enxergam a política como uma cabine de emprego, e uma forma de assegurar o ganho da remuneração no final do mês. Geralmente fazem um favorzinho aqui e acolá, mas não agem de forma justa na sociedade.

Enfim; até o momento fui somente ao povoado de Serra de Carnaíba procurar saber entre os meus amigos que lutam na causa comigo, na defesa do garimpo e garimpeiros, quem dentre eles votou, ou não votou em mim, independente de qualquer critica ou descriminação de minha parte, entre os 50 entrevistados constatei 20 pessoas que realmente votaram em mim, sendo que 08 pessoas entre os 20, dos 50 entrevistados, as 08 pessoas assinaram a declaração do voto 40222 confirmado na Urna para minha pessoa, me permitindo fazer uso deste documento como se pode ver em anexo no final desta página os 08 modelos, declaração assinadas pelos eleitores, Pergunto: Onde foi parar os votos destes 14 eleitores??? E onde foi parar os 02 votos a mais dos que assinaram a declaração anexa. Veja que se passasse apenas 01 voto não computado; de fato ficaria provada a Fragilidade nas Urnas e Fraude nas eleições. Já que entre os 50 eleitores, esta provada que 20 votaram em mim; e que entre os 20; oito pessoas assinam a declaração para meu uso como prova ao caso. Porque então só saiu o resultado na eleição 2012, de só 06 votos???

Observe que só estou relatando no momento uma pequena entrevista entre 50 pessoas somente ocorrida no pequeno povoado de Serra de Carnaíba, que possui 1.975 eleitores. Veja que até o momento não fiz nenhuma pesquisa em Carnaíba de Baixo, que possui 1.738 eleitores; e nem em Lajinha com 145 eleitores; nem em Jatobá com 318 eleitores, nem em Marota com 235 eleitores, nem em Itapicuru com 317 eleitores, nem em Marcelo com 193 eleitores, nem em Bananeira com 932 eleitores, nem em Lajinha com 517 eleitores, nem em Lutanda com 311 eleitores, nem em Olho dágua com 201 eleitores, nem em Oricuri com 293 eleitores, nem em Cagados 167 eleitores, nem em Várzea Grande com 1.353 eleitores, e nem em Pindobaçu na sede dos municípios com 5.588 eleitores. Em todos estes lugares citados, possuo inúmeros coligados na causa garimpeira, onde ultrapassaria muito mais de 2.000 votos. Não estou questionando o ganho ou perda na eleição; meu objetivo é apenas provar que ouve Fragilidade nas Urnas, e Fraude, por compras de votos, referente à minha pessoa em Pindobaçu.

Surge então a 2º pergunta: Como pode no decorrer de uma campanha política ao cargo de vereador em Pindobaçu/Bahia, eu como candidato a vereador, visitando incansavelmente de casa em casa os povoados, tendo confirmado entre 3.000 mil pessoas que se comprometeram realmente a votar em mim, mesmo se falhassem mil votos entre as 3.000 mil pessoas, restariam 2.000 mil pessoas com o mesmo ideal na causa garimpeira; pessoas que necessitam do garimpo como sendo a única fonte de renda e sobrevivência na Portaria 119/1978 do MME, e que votariam em mim. E como pode em uma enquete de simulação de voto na região local, votada somente pelo povo da região constar no Sábado dia 06 de outubro de 2012, eu como candidato a vereador Antonio Caldas estar em 1º lugar com 85 votos; e no dia seguinte no Domingo dia das eleições em 07 de outubro de 2012, eu como candidato a vereador estar com 87 votos registrados na enquete de opinião pública local, onde os que tem internete simula a votação em seus candidatos; sendo que o computador ligado ao provedor que votou, não consegue votar novamente, devido pelo registro de IP, acusar no sistema já ter sido registrado o uso do computador para votar, fato que bloqueia um família de 08, 10 e mais pessoas que tem somente um computador de votar no mesmo candidato defensor dos garimpeiros na região, como muitas famílias me disseram.

Pela opinião pública, e trabalho de casa em casa, com os que estavam decididos a votarem em mim, jamais poderia perder uma eleição com apenas 06 votos, incluindo o meu. Por mais que a enquete tivesse a suposta e desconhecida possibilidade de falhas; obrigatoriamente deveria mediante o resultado final de 87 votos; sobrarem no mínimo 30 votos; sem mencionar os 2.000 mil votos conquistados e realmente confirmados com os coligados na causa garimpeira. Na verdade isto é o cúmulo dos absurdos. Ou investiram muito dinheiro para comprarem todos os votos que seriam direcionados a minha pessoa, para que eu não ganhasse nas eleições e não abrisse como vereador uma CPI contra a irregular Portaria/PLG invadindo a Reserva garimpeira legalizada, fatos arrolados no Ministério Público Federal, em Campo Formoso, Bahia; mediante o Procedimento Administrativo nº 1.14.002.000002/2011-07; pelo que se vê, subtende-se que só não compraram os votos que diziam que eu iria ter, ou a urna foram batizadas, o que peço apreensão das mesmas para averiguação. Pois, até o presente momento, inúmeras pessoas em Pindobaçu e nos povoados admitem que realmente votaram em mim. Em resumo no Sábado dia 06/10/2012, na enquete de opinião pública eu tinha 85 votos; e no dia das eleições em 07 de outubro de 2012, eu tinha pela mesma enquete de opinião pública local 87 votos.

VEJA A SEGUIR A ENQUETE DE OPINIÃO PÚBLICA, ONDE CONTÉM 87 VOTOS PARA MINHA PESSOA, CANDIDATO A VEREADOR ANTONIO CALDAS.

clip_image006

Comprove este resultado digitando na interne - Enquete para vereador em Pindobaçu, Bahia, Blog do Tony

Os fatos comprovam que de realmente ouve maracutaia, e sem dúvida em nome da lei e da justiça, o caso precisa ser investigado secretamente pelo Ministério Público Eleitoral, precisa ser feito uma sindicância investigativa entre o povo, para comprovar os comentários na região. Pois é contraditório, os resultados de apenas 06 votos na eleição, no meu caso, o resultado não confere com a minha história e bibliografia apresentada na folha 01 deste documento, pelo fato de eu ser uma pessoa reconhecida na região, que luta por uma causa justa a favor do povo garimpeiro, tendo em mãos um abaixo assinado, e nomeação por escrito e assinado com RG e CPF por mais de 4.000 mil pessoas na região, que dependem do garimpo como sendo a única fonte de renda e sobrevivência para todos no povoado e adjacências. As 4.000 mil pessoas, que me nomearam para tratar dos direitos de todos na causa garimpeira, no mínimo a metade votaria em mim, para que eu abrisse uma CPI na Câmara dos Vereadores, contra a irregular Portaria/PLG, concedida de forma lesiva e com violação de leis para a (CMB) Cooperativa Mineral da Bahia..

Dois meses antes das eleições 2012; o povo em Carnaíba comentava que pessoas ligadas ao (Bolinha) e pessoas ligadas a (CMB) Cooperativa Mineral da Bahia, diziam que eu Antonio Caldas só teria de 05 a 06 votos nas eleições e um dia antes das eleições permanecia os comentários. Sendo eu afastado temporariamente do cargo de Presidente da Cooperativa CCGA para concorrer ao cargo de vereador, sendo eu uma pessoa conhecida, que inclusive saí em documentários na REVISTA CONSCIENCIA AMBIENTAL ano 2010 nº 30, pág. 78/84, e nestes 04 anos, sempre venho dando entrevistas, nas rádios da região e adjacências, como também realizando reuniões com o povo. Jamais poderia perder uma eleição local com apenas 05 ou 06 votos.

Porém, o que se comenta entre o povo, é que o pessoal da CMB - Cooperativa Mineral da Bahia; trabalhou meses antes das eleições, para que eu viesse a ter apenas 05 ou 06 votos. O objetivo de fato era que eu não fosse eleito, para não abrir na Câmara dos Vereadores uma CPI contra as maracutaia deles, para que não se apossassem dos garimpos que pertencem aos garimpeiros. Ainda bem que a questão conflito Portaria/PLG - Dnpm X Portaria 119/1978 do MME, na Reserva Garimpeira Carnaíba, para ser resolvida não depende de política, mas sim conhecer as leis que foram violadas e recorrer ao MPF, CNJ etc, para resolver o problema.

O povo comenta que ocorreu muita compra de votos em nossa região, e muitos entre o povo dizem que nem dormiam na madrugada, devido barulhos constantes de motos e carros e pessoas andando comprando votos que seriam direcionados a mim. O povo faz certos tipos de comentários, alegando que o pessoal da Cooperativa CMB, comprou votos, prendendo documentos para o cliente não votarem, e só devolveram depois das eleições. O comentário é tanto na região que peço ao Ministério Público Eleitoral, que solicite uma investigação discreta e camuflada entre o povo, para comprovar os fatos. Percebo diante do que tem acontecido, que na política Brasileira, os candidatos a cargos políticos, que não são perigosos para mafiosos e corruptos, às vezes até recebem um empurrãozinho para assumirem o poder e favorecê-los mediante a própria incompetência e visão em certas situações, ou para favorecê-los de alguma outra maneira.

Inclusive na “REVISTA - ISTOÉ” de 10/10/2012 ano 36 n° 2239, nas fls. 48/49; “O professor Diego Aranha, da Universidade de Brasília, especializado em ciência de computação e criptografia pela Unicamp; em seu laudo técnico declara que a Urna não é confiável; e pode ter resultados, corroídos, adulterados, e grampeados por hackers” ( matéria da revista no final em anexo). No laudo, se vê possíveis sabotagens. O eleitor só sabe que votou; mas não recebem da Urna um comprovante com os seus dados anexo ao número do seu candidato. No meu caso, entre 50 eleitores; 20 afirmam que votaram 40222, e admitem entre os 14 eleitores que não tiveram seus votos computados, sendo que 08 pessoas testemunham que realmente eu não tive apenas 06 votos, mediante as declarações assinadas em anexo.

São inúmeros comentários e reclamações entre o povo; dizendo que ao votarem em mim 40222, não aparecia o meu nome e foto na urna; e que assim também, aconteceu ao votarem no candidato a Prefeito Hélio Palmeira, e em outros candidatos a vereadores. Enfim; diante do evidente problema, nos sentimos lesados e reféns de situações ocorridas nas eleições. Se alguma autoridade, ou pessoas da oposição contestar este caso, eu os desafio para resolvermos a questão mediante uma revanche em uma nova eleição 2012; em Pindobaçu, Bahia, e garanto sob pena de lei, que os resultados serão diferentes.

Evidentemente, a urnas podem ser fraudadas, como se vê no laudo técnico do professor Diego Aranha, da Universidade de Brasília, especializado em ciência de computação e criptografia pela Unicamp. Fatos revelados e evidentes, em matéria na Revista ISTOÉ, em anexo.

Outro sim; informo que muito se comenta que houve problemas nas urnas e eleições 2012, em outros lugares na Bahia, e que também ouve problema sério nas eleições em Campo Formoso, Bahia. Comenta-se que alguns casos, como o de Campo Formoso, o deputado Elmar Nascimento, e a candidata a Prefeita Madali Santana nº 45, recorreram na justiça, e o problema está sendo tratado na esfera federal.

Diante dos fatos ora apresentados, solicito ao Ministério Público Eleitoral, que tome urgente providencia ao caso de Fragilidades nas urnas, e Fraude nas Eleições 2012, ocorridas em Pindobaçu-Bahia. Solicito que seja feita uma sindicância discreta, secreta e camuflada, entre os eleitores nos povoados e distrito, para ao ser armazenado mais provas, de forma imparcial por parte de agentes da justiça, prevaleça o que é correto neste País.

Nos termos acima, peço deferimento.Atenciosamente;

Antonio Caldas Candidato a vereador nº 40222 - PSB.Pindobaçu – Bahia.

clip_image008clip_image010 Abaixo deixo 02 modelos entre as 08 declarações que foram entregues no MPE e MPF.

5 comentários:

Anônimo disse...

O correto agora seria ele ir ao Campo Grande, chorar no pé do caboclo. Lamentar não vai devolver os possíveis votos não recebidos. O povo não é besta. O povo já sabia em quem votar mesmo confirmando que votou nele. Ah, me faça uma garapa, viu? E não precisava fazer um texto tão grande para explicar ao povo, tamanha gafe!

Anônimo disse...

Infelizmente a corrupção esta em todo lugar neste mundo, gostei da explicação do Candidato a vereador Antonio Caldas, e estou certo que pelo trabalho que ele vem desenvolvendo de forma onesta e favor dos pobres garimpeiros na concessão de lavra e título na Portaria 119/1978 na região, ele de fato ganhou na eleição 2012. Porém, infelizmente a maquina não emite o recibo de votos, para poder esfregar na cara dos viloes e opositores. Milhares de pessoas comenta que votaram no Antonio Caldas, e 600 pessoas declaram que votaram nele, ele teve 600 votos, mas de alguma maneira tiraram os dois 00, restando apenas 6 votos, e isto é possivel acontecer ao batizar as urnas eletronicas, ou grampia-las por Hakim. Drogados e bandidos que querem continuar furtando os direitos dos garimpeiros decentes na região Carnaíba, fazem de tudo para que o seu império de corrupção e vida facil duvidosa não desmorone. Por este motivo fizeram de tudo para, o Candidato Antonio Caldas, não ganhar como vereador, pois o mesmo de forma competente e conhecedor da lei como todos sabem na região, iria abrir um CPI na Câmara dos Vereadores, para acabar com a maracutaia dos vilões; que furtam os garimpos dos garimpeiros em Carnaíba; na grilhagem corporativa através de Portaria/PLG irregular em Carnaíba, fatos conhecidos por todos e arrolados no Ministério Público Federal em Campo Formoso - Bahia.

Anônimo disse...

Fui informado sobre esta matéria - Fraude Urnas Eletronicas, e agora abri em uma lanhause para vela, moro em Varsea grande, no municipio de Pndobaçu - Bahia, eu e minha esposa votamos no Candidato a vereador Antonio Caldas, e não vimos nossos votos computados na urna que votamos. Minha prima mora em Babaneira, Pindobaçu, ela o esposa, e 02 amigas (quijilas) votaram no Antonio Caldas, e não foi computado os votos, sei de outros casos em Pindobaçu, olho dágua e Teresinha, como em Carnaíba de baixo, que pessoas que admiram o trabalho do candidato a vereador Antonio Caldas, na defesa da Portaria 119/1978, que é o alvara dos pobres poderem trabalhar e sobreviver na região, votaram no Antonio Caldas, e seus votos não foram contados. 6° feira, estava comentando este assunto com uns amigos em Laginha, e um tal de ... disse para eu parar com estes comentários, caso contrário irei pagar muito caro pelo que ando dizendo. Infelizmente estamos nas mãos de bandidos que se estalaram na região e estão arrebanhando os nossos direito de viver do garimpo. Querem é colocar o garimpo nas mãos de empresas. Infelizmente não posso falar mais ... apenas posto este comentário como um desabafo...

Anônimo disse...

Concordo que a urna eletronica, é falha, talves tenha sido elaborada por grandes patrocinadores como o PCC etc. Pois como pode alguém votar sem ter um recibo com os dados de quem votou.

Aqui na Bahia a corrupção é muito grande, inclusive tive a oportunidade de ler materias do defensor dos garimpeiros Antonio Caldas, e tenho parentes na Serra de carnaíba, onde estes afirmam terem votados no candidato a vereador Antonio Caldas; porém, neste Brasil lei foi feita somente para pobre cumprir. Estou orando para que a história do injustiçado Antonio Caldas nas eleições de 2012, não se torne mais uma história contada como a Chico Mendes. Peço a todos que creiem em Deus, que orem pelo Antonio Caldas, pois tem sido um bravo defensor e herói nos direitos físicos adquiridos, dos garimpeiros em Carnaíba, mediante a concessão de lavra ministerial Portaria 119/1978, que foi violada por funcionários públicos para favorecer a empresários. Concordo com as matérias dele na internete, pena que não aparece autoridade ou politico, para ajudá-lo, compreendo que o fato de falta de ajuda ao que Antonio Caldas defende é devido a causa dele ser a favor dos pobres, e não dos ricos e garndes empresarios que tentam tomar o pão da boca dos pobres garimpeiros em Carnaíba. Se caso alguem entre as autoridades, politicos ou a Presidenta do Brasil, ou ricos que se interessem pelas causa dos pobres, entrem em contado com Antonio Caldas e o ajudem na causa. Espero que os direitos humanos neste País, não continue funcionando, apenas para favorecer bandidos.....

Anônimo disse...

Feliz 2014 a todos, pessoal tenho acompanhado a questão conflito no garimpo de Carnaíba de perto. Não entrar em detalhes mas a cooperativa Mineral da Bahia - CMB, realmente tem prejudicado os garimpeiros na região e adjacências, inclusive tem prejudicado a tradição e história na região. Mais detalhes sobre o conflito; acessem este link: http://www.portaljaguarari.com/2014/01/artigo-desmascarando-algumas-tentativas.html , e para entenderem o verdadeiro engano das urnas biometricas brasileiras, rejeitadas no Estados Unidos, Alemanha e inúmeros países; acessem o blog: cooperativa-ccga.blogspot.com - espero ter contribuído com a marcha contra a corrupção.

Postar um comentário

Gostou do que encontrou aqui?
Então fique à vontade para fazer seu comentário. E não se esqueça de recomendar aos amigos.
Seja bem-vindo e obrigado pela visita!

A moderação está habilitada, assim, seu comentário só será publicado após aprovação do Administrador.

 

Visitantes On-line

free counters

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Widget Códigos Blog modificado por Dicas Blogger

Fraude Urnas Eletrônicas – FUE

Desde 05/12/2008. Plataforma: Blogger

Home .:. Contato .:. Política de Privacidade

Copyright © 2009 WoodMag is Designed by Ipietoon for Free Blogger Template