20 de outubro de 2014

Delegado Protógenes (PCdoB-SP) denuncia fraude nas urnas eletrônicas

Suspeita de fraudes nas urnas eletrônicas a uma semana da eleição

urnas protogenes

Pelo Twitter, Delegado Protógenes (PCdoB-SP) denuncia fraude nas urnas eletrônicas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE); “Fui vítima desse sistema na minha eleição de deputado federal em 2014”, denuncia o parlamentar que é delegado da Polícia Federal; Blog do Esmael apurou que uma emissora nacional de televisão está finalizando reportagem explosiva sobre o assunto, que pode colocar em xeque a confiabilidade e a inviolabilidade do sistema de apuração brasileiro.

Faltando sete dias para a eleição do segundo turno, quando o Brasil vai escolher entre Aécio Neves e Dilma Rousseff para a Presidência da República, e 13 estados e o Distrito Federal elegerão os novos governadores, aumentam as suspeitas de fraudes nas urnas eletrônicas.

O Blog do Esmael apurou que uma emissora nacional de televisão está finalizando uma reportagem explosiva sobre o assunto, que pode colocar em xeque a confiabilidade e a inviolabilidade do sistema de votação e apuração do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A esse respeito, o deputado Delegado Protógenes (PCdoB-SP) tuitou um vídeo afirmando que Diego Aranha, professor da Universidade de Brasília (UNB), considera a urna eletrônica é insegura. “Fui vítima desse sistema na minha eleição de deputado federal em 2014”, denunciou o parlamentar que é delegado da Polícia Federal.

O assunto “fraude nas urnas eletrônicas” mereceu neste domingo (19) um retweet do senador Roberto Requião (PMDB-PR). É do paranaense um projeto no Senado que permite a recontagem no sistema eletrônico atual por meio de impressão do voto.

Fonte: Blog do Esmael

Fonte: Delegado Protógenes

12 comentários:

Anônimo disse...

caso este processo fosse 100% seguro, estaria sendo utilizado nos Estados Unidos e na Europa.
O brasil é o campeão das fraudes eletronicas

Joao Pedro Ferreia on 27 de outubro de 2014 17:16 disse...

Triste...

Anônimo disse...

A urna eletronica deveria funcionar assim: voce vota, a urna imprime seu voto. Logo apos voce coloca o voto impresso em outra urna, como se fosse o processo manual. A urna eletronica seria o processo rapido de contabilização do voto e a urna com os votos em papel impresso forneceria o processo manual de conferência dos votos.. O que voces acham?

Anônimo disse...

http://portrazdamidiainternacional.blogspot.com.br/2014/10/arquivo-da-tag-urna-eletronica.html?m=1

Anônimo disse...

http://portrazdamidiainternacional.blogspot.com.br/2014/10/arquivo-da-tag-urna-eletronica.html?m=1

Andejo Solipso on 1 de novembro de 2014 22:31 disse...

é uma vergonha. Muito triste isso. Muito mal caratismo do TSE. É a maior pegadinha que alguém já fez. Mais de 150 milhões de pessoas enganadas..

flademirjose jose on 2 de novembro de 2014 22:35 disse...

Protesto pacifico sem partido e violencia janeiro

Mogar on 4 de novembro de 2014 12:26 disse...

O projeto não passou no congresso porque o criador sugeriu que tivesse a assinatura eletrônica do eleitor na impressão. É mais do que óbvio que deixaria de ser secreto.
Um método simples seria a impressão do voto somente com a ID da urna.
O eleitor vota na urna eletrônica, o seu voto é impresso em papel, ele confere se a impressão está correta e insere em uma urna comum.
Sendo assim, a fraude seria QUASE impossível, pois desencorajaria qualquer tentativa de adulteração do resultado eletrônico.

Mundo Criação on 5 de novembro de 2014 15:08 disse...

A impressão de um comprovante não tornaria em nada o sistema mais seguro. Para que haja fraude há corruptos e corruptores. Nada impede que o responsável pelos resultados alterados, altere e insira as colas nas urnas convencionais. Há outro entretanto, desobrigar o voto facilitaria a fraude nas urnas. Pense . . .

Brasil79 on 7 de novembro de 2014 10:10 disse...

Vejam como é o voto eletronico na Argentina: http://www.youtube.com/watch?v=jeSn7iwsZ3M

Anônimo disse...

Veja como é voto eletronico na Argentina: http://www.youtube.com/watch?v=jeSn7iwsZ3M

Anônimo disse...

Com o sistema de voto eletrônico combinado com a impressão do voto, para depósito na urna física, cada eleitor exerce a auditoria de seu próprio voto em tempo real, sendo que na constatação de qualquer irregularidade, imediatamente anotaria no livro de ocorrência disponível na seção, para que ao final, todas as urnas com ocorrências sejam obrigatoriamente auditadas. Como é princípio básico de qualquer auditoria, o que não pode ser auditado, nunca será confiável!

Postar um comentário

Gostou do que encontrou aqui?
Então fique à vontade para fazer seu comentário. E não se esqueça de recomendar aos amigos.
Seja bem-vindo e obrigado pela visita!

A moderação está habilitada, assim, seu comentário só será publicado após aprovação do Administrador.

 

Visitantes On-line

free counters

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Widget Códigos Blog modificado por Dicas Blogger

Fraude Urnas Eletrônicas – FUE

Desde 05/12/2008. Plataforma: Blogger

Home .:. Contato .:. Política de Privacidade

Copyright © 2009 WoodMag is Designed by Ipietoon for Free Blogger Template